Setembro Vermelho

Na medicina humana, setembro é um mês dedicado à saúde do coração, já que no dia 29 é comemorado o Dia Mundial do Coração. Aproveitando a data, o Setembro Vermelho foi aderido também pelo mundo veterinário, para falar sobre os problemas cardíacos que podem atingir os pets.

A campanha da Sociedade Brasileira de Cardiologia Veterinária (SBCV) tem o objetivo de conscientizar veterinários e tutores sobre a importância da prevenção de doenças cardíacas.

Geralmente, as doenças que afetam o coração de cães e gatos são pouco diagnosticadas, e quando isso acontece, normalmente o problema já está bem avançado. Isso porque os sinais destas enfermidades nos pets podem ser diferentes dos nossos e pouco percebidos pelos tutores. Tosse, cansaço, fraqueza, perda de peso, dificuldade para respirar e a língua com tom de roxo são sinais que merecem atenção.

Dirofilariose, insuficiência da valva mitral e cardiomiopatia dilatada são algumas das doenças cardíacas mais comuns na medicina veterinária.

O indicado é levar o pet a um médico veterinário assim que notar alguma mudança de comportamento ou alterações no estado de saúde dele. Atualmente, a cardiologia veterinária é uma das especialidades mais avançadas da área e este especialista poderá cuidar da saúde do coração do seu animal da maneira mais adequada possível.